Somos especialistas na gestão da inadimplência

Atuação exclusiva para o segmento da saúde

Os melhores resultados comprovados do mercado!

Norton Nunes

A empresa

Os pilares da NORTON NUNES:

  • Visão de Negócio;
  • Gestão;
  • Recursos Humanos;
  • Tecnologia.


Nossas ações baseiam-se nos clientes, customizando-se soluções e construindo juntos excelentes resultados.

Habilidades


Em ambientes corporativo e de callcenter, experientes negociadores realizam atendimentos ativos e receptivos, obedecendo as regras de negócios estabelecidas pelos clientes e respeitando a legislação em vigor, em especial ao Código de Defesa do Consumidor e à lei dos planos de saúde.

Tecnologias avançadas e integradas permitem gestão eficiente dos processos, garantindo desempenho expressivo e transparência.

Imagine que, antes de assinar a rescisão de centenas de contratos por inadimplência, uma empresa com experiência, especialização e renome no mercado se ofereça para manter esses usuários na carteira e recuperar as perdas até então inevitáveis.

Não vale a pena contatá-la? Procure-nos.

Portfólio

Veja nosso mapa de atuação!

Clique aqui

Nortonline

2019-12-06 / 10:35:00

Ressarcimento ao SUS ultrapassa R$ 1 bilhão e bate novo recorde

Ressarcimento ao SUS ultrapassa R$ 1 bilhão e bate novo recorde

De ANS - 29/11/2019

              Em 2019, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) repassará ao Sistema Único de Saúde (SUS) novo recorde de recursos provenientes dos atendimentos realizados por beneficiários de planos de saúde na rede pública. Até meados de novembro, o valor total cobrado das operadoras e encaminhado ao Fundo Nacional de Saúde em função do ressarcimento já ultrapassou R$ 1 bilhão, confirmando a tendência de crescimento que vem sendo obtida ano a ano.

              “Esse resultado é fruto de diversas melhorias feitas ao longo dos últimos anos no processo de trabalho, além do saneamento de processos antigos e do retorno dos valores depositados judicialmente após decisão do STF, que julgou constitucional a cobrança do ressarcimento”, explica Rodrigo Aguiar, diretor de Desenvolvimento Setorial.
 
              “Os números obtidos no fechamento do primeiro semestre já indicavam que bateríamos um novo recorde, o que de fato se concretizou antes mesmo do final do ano. Isso nos deixa bastante satisfeitos com o trabalho realizado nesse ano”, destaca a gerente de Integração e Ressarcimento ao SUS, Fernanda Freire de Araújo.

              Em 2018, o total repassado ao SUS em função do ressarcimento chegou a R$ 783,3 milhões, até então o maior valor desde que a Agência foi criada e iniciou o processo de cobrança. Os dados completos dos valores cobrados e repassados nos últimos anos e contabilizados até junho de 2019 estão disponíveis na 8ª edição do Boletim Informativo – Utilização do Sistema Único de Saúde por Beneficiários de Planos de Saúde e Ressarcimento ao SUS, divulgado recentemente no portal da ANS.

2019-11-01 / 10:00:00

FenaSaúde apresenta propostas para tornar planos de saúde mais acessíveis e garantir a sustentabilidade do setor

FenaSaúde apresenta propostas para tornar planos de saúde mais acessíveis e garantir a sustentabilidade do setor

De Fenasaúde – 24/10/2019

Com o objetivo de ampliar o acesso dos brasileiros aos planos de saúde privados e favorecer a sustentabilidade do setor, a Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) promove nesta quinta-feira, 24 de outubro, o seu 5º Fórum, o primeiro realizado em Brasília.

 O evento reúne autoridades como o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luís Felipe Salomão e o secretário especial da Previdência Social do Ministério da Economia, Rogério Marinho.

A programação está dividida em dois momentos. O primeiro avalia a legislação que regulamenta o setor (lei 9.656/98) e o segundo debate formas para ampliar o acesso aos planos de saúde.

 “A legislação em vigor trouxe benefícios, mas depois de 20 anos, precisa de aprimoramentos”, defende a diretora executiva da FenaSaúde, Vera Valente. Durante o Fórum, a FenaSaúde vai apresentar a agenda “Mais Saúde”, um conjunto de medidas para atrair novos beneficiários e reforçar a sustentabilidade do sistema de saúde suplementar.

 “O crescimento da saúde suplementar é bom para todos e contribui para desafogar o SUS”, diz Valente.

O desafio do sistema de saúde

A queda dos recursos para o SUS e a redução do número de beneficiários dos planos privados são grandes desafios para o sistema de saúde brasileiro. 

Cerca de 3 milhões de pessoas deixaram de contar com a cobertura da saúde suplementar desde 2014, onerando ainda mais o atendimento público.

 Atualmente, apenas um terço da população tem pelo menos um tipo de cobertura, seja médico-assistencial ou odontológico, e 80% dos planos são coletivos.

Há ainda o efeito de mudanças estruturais, que geram impactos diretos sobre os custos e oneram o sistema, tanto público, quanto privado.

A incorporação de novas tecnologias representa um avanço para a saúde, mas produz, em contrapartida, aumentos significativos nas despesas com tratamentos.

O envelhecimento da população é outro fator. No Brasil, em 1998, as pessoas com mais de 60 anos representavam 8% da população, hoje já são 13,4% e devem alcançar 22,4% em 2038, segundo o IBGE. Neste período, a expectativa de vida do brasileiro também aumentou quase sete anos.

 Isso resulta, ainda, no aumento da incidência de doenças crônicas, que exigem mais cuidados e demandam mais exames, internações e procedimentos.

 As propostas do setor

Para Vera Valente, há praticamente um consenso entre operadoras, prestadores de serviço, contratantes, beneficiários, reguladores e legisladores sobre o diagnóstico dos problemas da saúde no Brasil.

 “Sabemos o que é preciso mudar para que mais brasileiros possam ter acesso à saúde de qualidade, para que quem hoje só tem o SUS possa ter a assistência de qualidade do sistema suplementar”, afirma.

A agenda das operadoras inclui a volta da oferta dos planos individuais; a modulação de coberturas, com mais opções de produtos e escolhas para os beneficiários; o incentivo à atenção primária; o combate a fraudes e desperdícios; o maior rigor na incorporação de novas tecnologias; e a adoção de novas formas de remuneração de prestadores, baseadas, sobretudo, na geração de valor para os pacientes, na forma de melhores desfechos.

A solução para os atuais desafios passa necessariamente pelo aperfeiçoamento da legislação do setor – em vigor há 21 anos –, que precisa ser adaptada à nova realidade. Ou seja, para oferecer planos de saúde acessíveis a um maior número de brasileiros, é necessário ampliar as opções de cobertura conforme a necessidade de cada indivíduo e a sua capacidade orçamentária.

Satisfação dos beneficiários

O plano de saúde é o terceiro item de desejo dos brasileiros, perdendo apenas para a casa própria e a educação, segundo pesquisa realizada pelo Ibope neste ano, a pedido do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). 

Cerca de 80% dos entrevistados manifestaram estar satisfeitos ou muito satisfeitos com os planos de saúde. Esses resultados se repetem há três anos, desde quando teve início a avaliação dos beneficiários sobre os serviços prestados pelas operadoras.

 

PRINCIPAIS DIFERENCIAIS.
Para melhor leitura, veja a versão impressa.
15/02/2019 - 13:53:40


NORTON LINO - CAPITULO 3.
Para melhor leitura, veja a versão impressa.
05/01/2019 - 13:51:58

BOAS FESTAS.
Para melhor leitura, veja a versão impressa.
24/12/2018 - 13:47:05

DÉCIMO TERCEIRO.
Para melhor leitura, veja a versão impressa.
29/09/2018 - 13:45:01

QUEREMOS VOCÊ.
Para melhor leitura, veja a versão impressa.
22/09/2018 - 13:43:08

61 MILHÕES DE INADIMPLENTES.
Para melhor leitura, veja a versão impressa.
10/09/2018 - 00:00:00

UNIMEDS ATENDIDAS.
Para melhor leitura, veja a versão impressa.
15/08/2018 - 13:40:56

OPERADORAS ATENDIDAS.
Para melhor leitura, veja a versão impressa.
15/08/2018 - 00:00:00

EDIÇÃO EXCLUSIVA.
Para melhor leitura, veja a versão impressa.
20/05/2018 - 13:26:11

PRIMEIRA PARCELA.
Para melhor leitura, veja a versão impressa.
28/11/2017 - 11:59:16

Contato

R. Dr. Carvalho de Mendonça, 189 - CJ. 71 - Encruzilhada
11070-103, Santos - SP

Ligue: 0800-775-7879
Segunda-Sexta (8h - 20h40)

Your message has been sent. Thank you!
Um pequeno erro ocorreu